quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Carlos Augusto cobra regulamentação de lei que previne a depressão


O deputado Carlos Augusto Maia (PSD) chamou a atenção nesta quinta-feira (19), durante sessão plenária na Assembleia Legislativa, para a necessidade de efetivação da lei de sua autoria que institui no calendário de eventos do Rio Grande do Norte a Semana Estadual da Conscientização, Combate e Prevenção à Depressão. O parlamentar voltou a cobrar da Secretaria Estadual de Saúde a elaboração de um plano estratégico voltado para o enfrentamento da doença.

“Essa lei foi sancionada em agosto de 2016 e até o momento nada foi feito pela Secretaria de Saúde. Já tem mais de um ano, tempo suficiente para que fosse desenvolvido um plano estratégico de combate à depressão. Faço essa cobrança para que não passemos novamente em branco no ano que vem”, disse Carlos Augusto.


Segundo informações repassadas pelo deputado, o Brasil ocupa a quarta posição no ranking de suicídios causados pela depressão, doença que atinge atualmente cerca de 350 milhões de pessoas em todo o mundo. “Diante desses dados, é bastante nítida a essencialidade de políticas públicas para enfrentamento dessa doença que tem se tornado cada dia mais comum. Portanto, cada gesto que busque a prevenção e restauração da saúde mental do cidadão é útil para evitar o efeito dominó causado pela depressão”, destacou ele.

De acordo com a lei de autoria do deputado, deverão ser promovidas na última semana do mês do outubro, atividades educativas a fim de conscientizar e orientar a população no enfrentamento à depressão.


Em aparte, o deputado Vivaldo Costa (PROS), que foi autor de audiência pública na Casa para discutir o assunto, sugeriu que os médicos do programa Saúde da Família sejam capacitados para realizar atendimentos psiquiátricos emergenciais. “Nada mais viável que treinar essa equipe de médicos generalistas para que sejam capazes de prestar atendimentos de urgência à pessoa com depressão”, defende Vivaldo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário