quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

“O povo de Apodi está sendo vítima de uma manobra política”, declara Alan sobre fechamento da maternidade pela APAMI



Diante da notícia de que a Maternidade Claudina Pinto amanheceu de portas fechadas nesta quinta-feira (21), o prefeito de Apodi Alan Silveira emitiu uma nota de esclarecimento em que lamenta a situação e explica que a responsabilidade pela administração da instituição não é da Prefeitura, e sim, da Associação de Proteção à Maternidade e a Infância (APAMI).

Alan foi categórico ao afirmar que “o povo de Apodi está sendo vítima de uma manobra política, orquestrada por adversários”, e que mesmo tendo tentado resolver a situação aguardando a prestação de contas, decretando novos prazos e colocando sua cara à tapa, não viu ações concretas da direção da APAMI em solucionar a problemática, muito pelo contrário, viu “ecoar um silêncio ensurdecedor e uma comunicação que apenas era feita em blogs com o intuito de confundir a opinião pública”.

Na nota, o prefeito reafirma que, apesar dos ataques políticos, não desistirá, não irá temer, muito menos vacilar. “Não repassarei mais 1 centavo seque à APAMI, enquanto a Maternidade Claudina Pinto for usada para manipulações políticas e jogos sujos”, destaca.

Nenhum comentário:

Postar um comentário